Habitação receberá R$ 59,6 bilhões do FGTS em 2013

Valor faz parte de um pacote de R$ 240 bilhões que devem ser investidos no setor até 2016
Foto: Shutterstock
O Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) anunciou que irá destinar R$ 59,6 bilhões à construção de novas moradias e a melhorias da infraestrutura urbana em 2013. Os recursos devem beneficiar diretamente cerca de 550 mil famílias - especialmente por meio do programa Minha Casa, Minha Vida - e faz parte de um pacote de R$ 240 bilhões que devem ser investidos no setor até 2016, período em que o país receberá a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. 

Os recursos do FGTS serão utilizados para financiar obras, ampliar a rede de saneamento básico e melhorar a infraestrutura das cidades. Dos R$ 59,6 bilhões previstos para 2013, a maior parte vai para a construção de moradias: R$ 46,4 bilhões, dos quais R$ 36,7 bilhões exclusivamente para a habitação popular. Já o saneamento básico deve receber R$ 5,2 bilhões, enquanto a área de infraestrutura terá R$ 7 bilhões. O R$ 1 bilhão restante será investido em Operações Urbanas Consorciadas, que são iniciativas estatais para promover melhorias em determinadas regiões, por meio de obras de habitação e infraestrutura. 


O Governo Federal espera que esse investimento gere 2,7 milhões de empregos e que as obras nas áreas de habitação, saneamento e infraestrutura beneficiem um total de 40 milhões de pessoas. 

Balanço de 2012
A Secretaria de Comunicação da Presidência da República anunciou ainda que a habitação recebeu R$ 49,86 bilhões neste ano, sendo R$ 36,7 bilhões em subsídios para moradias populares. O saneamento básico, por sua vez, contou com R$ 5 bilhões, além de R$ 5 bilhões usados para infraestrutura urbana. Para completar, os recursos destinados a ajudar famílias de baixa renda a comprar um imóvel somaram R$ 6,8 bilhões em 2012. 

Os números de 2013 são um pouco menores do que esses, mas o governo lembra que o valor total aprovado para este ano era de 43,9 bilhões, e foi suplementado ao longo dos meses, o que deve voltar a acontecer com o novo orçamento. 


Fonte: Terra Notícias
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates