Propriedades ainda na planta têm a vantagem de se valorizar

Comprar imóvel na planta é vantajoso para aqueles que não precisam mudar com urgência
Foto: Shutterstock
Garantir logo um bom negócio ou esperar alguns anos para se mudar, ganhar tempo para dar a entrada e economizar no valor final? Quem planeja adquirir um imóvel fatalmente se depara com o dilema entre comprar um pronto ou na planta. A decisão depende dos objetivos e recursos de que a pessoa dispõe.

Os imóveis na planta são mais indicados para aqueles que podem esperar dois ou três anos para se mudar. Além disso, ao contrário de uma propriedade pronta ¿ em que a entrada precisa ser dada a vista -, naquelas ainda em construção esse pagamento pode ficar para a data de entrega das chaves. Ou seja, quem que não conta com o montante em mãos ganha tempo para consegui-lo.

"Ao comprar na planta, a pessoa tem a oportunidade de redimensionar o projeto interno fazendo modificações ao seu gosto e com isso, certamente, o imóvel terá valorização maior que qualquer outro investimento", aponta Flávio Koch, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Rio Grande do Sul (Creci-RS).

Em geral, o imóvel na planta, quando concluído, passa por uma boa valorização, que em alguns casos pode chegar a até 50%. Porém, nos últimos anos isso está ficando menos comum por conta da especulação imobiliária, alerta José Augusto Vieira Neto, presidente do Creci-SP.

"Hoje os lançamentos já estão sendo vendidos com um preço muito próximo do valor que terá quando finalizado. A única maneira de saber se você está fazendo um bom negócio é comparando os preços com imóveis similares na região", diz.

Por outro lado, sempre existem os riscos de atraso na entrega, ou ainda que a propriedade não corresponda exatamente ao que foi prometido. Por esses motivos, imóveis já concluídos são um investimento mais seguro, além de possibilitar a mudança imediata para o local. "Neste caso, você pode avaliar algo concreto, ver o acabamento. Não fica apenas no projeto", observa Viana.

Para minimizar as chances de transtornos com a construtora, é fundamental adotar algumas precauções. O primeiro passo é consultar se existe alguma queixa registrada contra a empresa no Procon.

Outra boa dica é conversar com síndico ou moradores de outro empreendimento da mesma empresa para saber se não ocorreram problemas no decorrer da obra. Deve-se, ainda, guardar os folhetos publicitários para garantir o cumprimento das promessas feitas no momento da venda.

Fonte: Terra
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates