Aumento de crédito e queda na inadimplência impulsionam o mercado imobiliário

O setor imobiliário brasileiro deverá ganhar novo fôlego este ano impulsionado pelo crescimento de 15% nas concessões de crédito em relação a 2012.

A previsão é de que financiamentos voltados à compra de imóveis com recursos concedidos pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) alcancem o recorde de 95,2 bilhões de reais. Já o PIB (Produto Interno Bruto) da construção civil, que cresceu 3,6% em 2011 e aproximadamente 2,1% em 2012, está projetado para aumentar 3,7% em 2013.


Recentemente, a Caixa Econômica Federal confirmou esse crescimento com recorde de contratação imobiliária em 2012 - R$ 106,7 bilhões - alta de 33,3% em relação ao ano anterior. Segundo o diretor da i-Uni Brasil (Imobiliárias Unidas), Rodrigo Caporrino, o bom momento vivido pelo mercado é ainda beneficiado pela chegada de grandes eventos esportivos ao país, como a Copa das Confederações em junho deste ano e a Copa do Mundo em 2014.

“A carteira de crédito imobiliário é uma das prioridades dos bancos brasileiros. Por causa da retomada dos lançamentos e da demanda aquecida, continuará sendo pelo menos até o final da Olimpíada no Rio de Janeiro, em 2016”, explica.


Além disso, de acordo com a Associação Brasileira de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o consumidor está com as prestações da casa própria em dia: o nível de inadimplência, para contratos com três prestações em atraso, foi de 1,8%, o menor patamar do sistema bancário. “Com a economia em alta o brasileiro teve aumento de renda e está otimista, quitando todas as suas dívidas. A inadimplência está cada vez menor”, disse Caporrino.


O aumento do crédito imobiliário impacta de forma positiva nas novas oportunidades de negócios. Para quem pretende investir no setor, esse é o melhor momento: uma pesquisa da consultoria imobiliária Knight Frank aponta que o Brasil possui o mercado imobiliário mais aquecido em todo o mundo. O Global House Price Index, índice produzido pela empresa, mostra que o preço dos imóveis no Brasil subiu 15,2% até o terceiro trimestre de 2012. Com informações da I-Uni Brasil (www.iunibrasil.com.br).



Fonte: O Estado ce
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates