Preço do metro quadrado abre 2013 com alta de 0,9%, aponta FipeZap

Neste ano, os preços do metro quadrado no mercado imobiliário brasileiro devem manter a média de aumento que sofreram em 2012.
É o que aponta o primeiro Índice FipeZap ampliado, que mostrou em evento nesta segunda-feira que a variação dos valores cobrados foi 0,9% maior em janeiro de 2013 que o último mês de dezembro.

Desta vez, o FipeZap contabilizou, além das sete cidades originais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Fortaleza e Salvador), as cidades de Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Vitória, Vila Velha, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Niteroi.

A última cidade, inclusive, foi o local que registrou os maiores aumentos reais nos preços neste intervalo de comparação, com alta de 5,4%. Porto Alegre também ficou entre as regiões que mais contribuíram para o crescimento dos preços praticados no mercado, com 4,6%. 


O preço médio do metro quadrado na soma das 16 cidades analisadas aumentou 1,9% acima da inflação e ficou em R$ 6.350
O preço médio do metro quadrado no conjunto das 16 cidades analisadas aumentou 1,9% acima da inflação. O valor nacional ficou em R$ 6.350.

Rio de Janeiro, com média de R$ 8.711, e São Paulo, que viu os valores subirem para R$ 6.922, lideram a lista das cidades mais caras. Em contrapartida, a estreante Vila Velha contou com os menores preços: R$ 3.440. 
Bairros – Ainda segundo o Índice FipeZap ampliado, o Setor Noroeste, em Brasília, foi o bairro mais caro do país. Lá, são cobrados R$ 10.565 por metro quadrado.

Em segundo lugar, ficou o distrito de Charitas, em Niteroi, com R$ 7.722, seguido por Savassi, em Belo Horizonte, que anotou preços na faixa de R$ 7.568.

Em São Paulo, os imóveis mais caros estão localizados no bairro da Vila Nova Conceição, zona sul da capital, com média de R$ 12.100 por m², enquanto no distrito de Guaianazes (zona leste) foram encontrados os preços mais acessíveis: R$ 2.750.

Já no Rio, o bairro mais valorizado continuou sendo o Leblon (o metro quadrado custa R$ 20.451), pouco acima de Ipanema (com R$ 17.720). Em contrapartida, a região da Pavuna contou com o menor custo: R$ 1.913.

Fonte: Revista Zap imóveis
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates