Imóveis da Capital começam o ano com aumento de 3,4%

Conforme o Índice FipeZap, Fortaleza teve o 7º metro quadrado mais caro em janeiro, custando R$ 4.912
Com o setor da construção civil ainda bastante aquecido, novos empreendimentos imobiliários continuam surgindo em Fortaleza. A procura por imóveis já prontos também segue forte. Assim, embora os preços dos imóveis demonstrem uma tendência à estabilidade, o ano começou com alta de 3,4% no preço médio do metro quadrado anunciado (venda e locação) na Capital, frente a dezembro passado. A variação foi a maior do País e também ficou acima da média nacional no período(0,9%).



Áreas próximas à Av. Beira-Mar tiveram os preços mais altos, cerca de R$ 7 mil Foto: José Leomar


O resultado contribuiu para que Fortaleza registrasse, em janeiro de 2013, o 7º maior preço médio do metro quadrado dos imóveis: R$ 4.912.O valor ficou abaixo da média nacional R$ 6.350 e atrás apenas do registrado no Rio de Janeiro (R$ 8.711), São Paulo (R$ 6.922), Niterói (R$ 6.477), Brasília (R$ 6.372), Recife (R$ 5.109) e Belo Horizonte (R$ 5.014). As informações, divulgadas nesta semana, são do Índice FipeZap Ampliado, que avalia o preço médio do metro quadrado anunciado em dezesseis cidades do País (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Fortaleza e Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Vitória, Vila Velha, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Niterói). 

Estabilidade

Para o vice-presidente do Sindicato da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, o aumento no valor do metro quadrado em Fortaleza, em de janeiro, pode ter sido influenciado pelo período da alta estação. “Se houve aumento, foi pontual. Isso pode ter ocorrido devido a especulações nesta época do ano, quando Fortaleza recebe muitos turistas”, diz. 

Conforme Montenegro, embora o mercado imobiliário permaneça aquecido, a tendência é de estabilização dos preços na Capital cearense. “A demanda é muito grande, a oferta de crédito também. Então, as pessoas estão procurando imóveis. No entanto, os preços atingiram um teto que não tem mais como subir. A velocidade de venda está diminuindo, indicando que os preços estão caminhando para a estabilidade, o que é muito bom”, destaca.

Bairro mais caro

Com relação aos bairros com o metro quadrado mais caro nas cidades pesquisadas, Fortaleza também ocupou a 7ª posição no ranking, sendo o bairro Cais do Porto o que anunciou maior valor do metro quadrado em janeiro: R$ 6.986. O bairro da Capital ficou atrás dos bairros Leblon, no Rio de Janeiro (R$ 20.451); Vila Nova Conceição, em São Paulo (R$ 12.100); Setor Noroeste, em Brasília (R$ 10.565); Charitas, em Niterói (R$ 7.722); Savassi, em Belo Horizonte (R$ 7.568); e Jurere Internacional, em Florianópolis (R$ 7.479).

“Na verdade, não deve ser exatamente Cais do Porto, mas aquela região da Beira Mar e da Praia de Iracema, que têm vista para o mar e são zonas turísticas”, observa André Montenegro.

Variação

Conforme o Índice FipeZap, nos últimos 12 meses, o valor do metro quadrado anunciado em Fortaleza registrou variação de 14,4%. O índice está abaixo da média das cidades pesquisadas (13,5%), mas é um dos quatro maiores avaliados, atrás de Niterói (16,7%), São Paulo (15,4%) e Rio de Janeiro (14,7%). 

O Índice mostra ainda que, no acumulado entre junho de 2012 e janeiro de 2013, o valor do metro quadrado dos imóveis anunciados em Fortaleza teve alta de 3%, uma das maiores entre os nove municípios que tiveram variação positiva no período (Niterói, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André e Fortaleza). As demais cidades tiveram queda nos preços, com destaque para Brasília e Curitiba, ambas com redução de 6%.


Fonte: Diário do Nordeste
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates