Aquecimento do mercado imobiliário gera aumento no número de golpes

De 2007 a 2012 subiu em 42,3% o número de autuações por exercício ilegal da profissão. Veja abaixo algumas dicas para não ter problemas.

O mercado imobiliário está aquecido nas capitais do Brasil. Quase um milhão de casas e apartamentos financiados no ano passado. Mas é preciso ficar atento na hora de fechar o negócio. Nos últimos anos vem aumentando o número de pessoas que se passam por corretores para aplicar golpes.


Aposentados, com uma reserva de dinheiro e um sonho: uma casa na praia. Os amigos José Alberto e Jackson se entusiasmaram pelo mesmo anúncio: condomínio à beira mar, em Araruama, no litoral fluminense. Conheceram o lugar, gostaram da proposta dos corretores e fecharam o negócio.


Com os contratos de compra e venda assinados, registrados em cartório, fizeram os pagamentos da entrada e das prestações. O tempo foi passando, e a expectativa de ter uma casa na praia a cada dia ficou maior.

Mas alguns meses depois, a decepção. Tanto José Alberto como Jackson tinham caído em um golpe imobiliário. Nunca mais encontraram os corretores nem o dono da imobiliária. José Alberto já tinha pagado R$ 9 mil, e Jackson, R$ 24 mil. Agora só restam papéis sem importância, registros que nada valem.

“É uma sensação terrível de perda, e isso me deixou muito frustrado”, afirma José Alberto Queiroz.

“A gente fica desprotegido, chateado, vendo se vai haver uma justiça, se essas pessoas que fizeram isso vão ser encontradas e ressarcir o que foi pago”, lamenta Jackson dos Santos.

A corretora que vendeu os imóveis ficava em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Os vizinhos preferem não comentar, só sabem que o escritório fechou de uma hora para outra. Claudia trabalha na mesma rua e já viu muita gente procurar pelos corretores.

O Conselho Federal de Corretores de Imóveis constatou que de 2007 a 2012 subiu em 42,3% o número de autuações por exercício ilegal da profissão. Por isso antes de fechar uma compra consulte o conselho de seu estado para saber se o corretor e a imobiliária são idôneos. Pergunte ao Procon se existe alguma queixa e nunca se esqueça: negócio fechado só com contrato assinado.

“Nos temos CREs instalados em todos os estados, com muitas delegacias, e as pessoas têm esse serviço à disposição para precaver problemas ao negociar um imóvel”, ressalta João Teodoro.


Fonte: G1
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates