Cariri desponta no mercado imobiliário cearense

O mercado imobiliário no Cariri, está cada vez mais aquecido, e vive seu momento mais promissor quando o assunto é imóvel. A região que antes era destacada pelo turismo religioso agora vai além.

A abertura de cursos universitários e o aquecimento do comércio calçadista resultaram no crescimento populacional, que somados as facilidades nos financiamentos do Governo Federal estão impulsionando a construção civil na Região.


De olho no crescimento

Com tanta gente chegando, a população aumenta cada vez mais e a quantidade de imóveis torna-se insuficiente tanto da classe média baixa quanto da alta. Foi observando o crescimento da região e o aumento da demanda habitacional que nasceu a Construtora Projec. Atuando na região desde 2008, a empresa, genuinamente, Juazeirense buscou o seu espaço desenvolvendo projetos inovadores e arrojados.

“Nós observamos a necessidade de novas moradias, queríamos atender a demanda existente na Região. Hoje, com cinco anos de existência, a Projec já entregamos dois empreendimentos e estamos com mais três obras em andamento. Pretendemos lançar até o final do ano mais um empreendimento de grande porte sendo este com apartamentos de alto padrão e 220m²”, explica o gerente comercial da Construtora Projec, Rafael Ângelo.

Triângulo CRAJUBAR
Há alguns anos o chamado triângulo CRAJUBAR – Crato, Juazeiro e Barbalha vem demonstrando índices de desenvolvimento econômico e social no que diz respeito à implementação de indústrias, comércio, turismo, construção civil e educação. No entanto, é recente a visibilidade das potencialidades da região que atraem um grande contingente de pessoas.

Para o diretor Regional do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) do Cariri, Felipe Neri, o Cariri é centro comercial e de prestação de serviços para as cidades que ficam em seu entorno num raio de 250 km, englobando cidades interioranas dos estados do Ceará, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba. O movimento migratório para Juazeiro, traz a inevitável demanda por novas moradias, o que por sua vez, aumenta o déficit habitacional e esquenta a demanda.

“A região tem experimentado crescimento significativo por diversos motivos, primeiro pela estabilidade econômica nacional, pelo crédito farto, melhora geral do poder aquisitivo das classes C e D, instalação de pólo universitário, instalação de pólo calçadista, suprimento de demanda reprimida, instalação de grandes empresas atacadistas em alimentos e claro pelo empreendedorismo da população local”, comenta Felipe Neri.

Perfil
São diversos os interesses de quem procura por imóveis na região do Cariri: A maioria das pessoas é natural da terra, que busca imóveis para morar e em alguns casos investir. De acordo com Felipe Neri, a Região consome todos os tipos de empreendimento e de todas as faixas de renda, no entanto a maior demanda ainda está na classe “D”.

“Temos empreendimentos para todas as classes sociais, mas a maior demanda está sem dúvidas na classe “D”, que se enquadra na Faixa 1 do programa Minha Casa, Minha Vida, que por sua vez fica inviabilizado por conta do preço estratosférico de áreas e preço baixo oferecido pelo Governo Federal para tal faixa”, comenta o diretor regional do Sinduscon Cariri.

Ele acrescenta ainda que o preço do metro quadrado na região é bem alto. “Para o padrão AA, o preço já chegou a R$ 6.000,00/m², e para a faixa D, o metro quadrado fica em torno de R$ 1.200,00/m²”, descreve.

Uma parcela da população pode se sentir prejudicada pelo fato de a especulação imobiliária elevar os preços dos imóveis, no entanto, pontos positivos podem existir. Toda essa demanda de procura é sinal de forte crescimento não só econômico como educacional que a região do Cariri está vivendo. Pode ser sinal de que a qualidade de vida do brasileiro melhorou, em particular, no Nordeste.


Fonte: O estado ce
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates