Mercado Imobiliário vive nova fase após "boom"

Imagem de Divulgação: freedigitalphotos
Depois de experimentar grande crescimento nos anos de 2009 a 2011, período de vários lançamentos imobiliários impulsionados pela crescente demanda, queda nos juros de financiamentos e atrativas linhas de crédito oferecida pelos bancos, o mercado imobiliário agora tem vivido uma nova fase.

Para o vice-presidente da Área Imobiliária do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, a realidade agora é outra. Depois de todo o “boom” no setor, o momento agora é de estabilidade, tanto que o desempenho previsto para este primeiro semestre foi atendido. Ou seja, o mercado tem crescimento previsto para este ano entre 2% e 2,5%.

Momento diferente

“A realidade iniciou ano passado, quando passamos a vivenciar um momento diferente dos anos de 2009, 2010 e 2011, quando crescemos em demasia. Mesmo assim, continuaremos crescendo acima da economia brasileira como um todo. Pois temos demanda reprimida e grande oferta de crédito. Hoje, por exemplo, os bairros antes conhecidos como “periféricos” estão estourando em vendas”, explica.

Diferentemente do observado nos anos anteriores, quando os milionários apartamentos e casas da Aldeota lideraram o ranking dos mais vendidos; em 2012, foram os imóveis mais modestos e localizados na periferia que estiveram no topo. Bairros como Messejana e Mondubim, antes ignorados pelo mercado, figuraram como os locais com mais unidades vendidas em 2012.

Após o boom do mercado, o Governo já tomou medidas como aumento do prazo de financiamento e a baixa dos juros, tanto para o cliente de baixa renda - enquadrado no programa Minha Casa, Minha Vida, como para imóveis de até R$ 500.000,00.

Segundo o gerente comercial da C. Rolim Engenharia, Fabiano Porto, essas medidas, juntamente com o déficit habitacional que ainda é grande em nosso país, fazem com que o mercado reaja de forma satisfatória e a procura por imóveis ainda seja alta. 

Bom negócio
Têm-se compradores de todos os tipos com os mais diversos objetivos, depende da região, do bairro, do tamanho do imóvel e do preço do pré-lançamento. Seja para investidores, pessoas que procuram o imóvel para melhorar o padrão da moradia ou escritório, ou mesmo para a realização do sonho do primeiro imóvel. O investimento imobiliário sempre será um bom negócio, afirma André Montenegro.

Para se ter ideia deste cenário, segundo divulgou a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o mês de maio teve recorde de empréstimos para aquisição e construção de imóveis no País: R$ 9,75 bilhões concedidos. Em termos relativos, observou-se crescimento de 18% em relação a abril e de 54,8% comparado a maio do ano passado.

Isso mostra que cada vez mais as pessoas estão em busca da casa própria. 
Entretanto,  - segundo Fabiano Porto - o investidor está seletivo quanto a que nicho de mercado ele poderá obter o retorno em menos tempo. “O momento ainda está bom para quem deseja investir, o valor dos imóveis em Fortaleza, ainda está abaixo dos valores praticados nos grandes centros nordestinos, como Recife e Salvador, e ainda com preços equivalentes a cidade de Natal, por exemplo”, comenta.

Expectativas
Conforme os dados do Anuário do Mercado Imobiliário Brasileiro em 2012, a capital cearense ocupou o sétimo maior mercado do País. Ficou atrás de Salvador (R$ 2,66 bi); Porto Alegre (R$ 2,98 bi); Distrito Federal (R$ 3,33 bi); Belo Horizonte (R$ 3,91 bi); Região Metropolitana do Rio de Janeiro (R$ 11,14 bi); e também da Região Metropolitana de São Paulo (R$ 28,48 bi). Segundo estimativas em 2013, Fortaleza deve passar da sétima para a quinta posição no que diz respeito à venda de imóveis neste ano.

De acordo com o sócio - diretor da Viva Imóveis, Paulo Angelim, as expectativas de crescimento são as melhores possíveis. “O segundo semestre, já tem tradição de ser melhor que o primeiro e 2014, por causa da injeção de recursos face às novas obras de infra-estrutura, tem tudo para ser mais aquecido”, finaliza.


Fonte: O estado ce
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates