10 dicas para comprar na planta

Uma das modalidades de compra de um imóvel é quando ele ainda está na planta, ou seja, antes de sua construção. Uma das vantagens é a facilidade de pagamento das parcelas durante a construção, normalmente menores do que a entrada de um imóvel pronto que é de no mínimo 20% do valor total.

1. Escolha bem o local

Ao visitar o estande de vendas, conheça bem o bairro, se o empreendimento está bem localizado e se atende suas necessidades de transporte, comércio e segurança.

2. Faça uma pesquisa sobre a construtora

Para evitar aborrecimentos, é importante fazer uma pesquisa sobre o histórico da construtora. É possível checar na justiça, no Conselho Regional de Engenharia e no Procon se há processos e se a obra está regularizada junto à prefeitura com alvará, registros e projetos anteriores.

3. Visite o apartamento decorado

Entre as desvantagens, está o tempo de espera para o término das obras, o que pode demorar de dois a três anos, e o fato de não se conhecer realmente o apartamento ou casa que está comprando, a não ser pela maquete e o apartamento decorado que normalmente estão montados nos estandes de vendas.

4. Negocie a forma de pagamento

Diferente de um imóvel já pronto, que a entrada é de no mínimo 20% do valor total, quando se compra um apartamento na planta é possível negociar a forma de pagamento da parte da construção. A maioria das construtoras permite que isso seja feito de forma flexível, conforme a renda do comprador e o quanto ele pode pagar de entrada.

5. Tenha os documentos necessários em mãos

Leve para a assinatura do contrato carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento, de casamento ou de emancipação, comprovante de endereço, carteira de trabalho e extratos de FGTS se for usar, três últimas faturas de cartão de crédito, três últimos recibos de aluguel, três últimos extratos bancários, três últimos contracheques, declaração de Imposto de Renda com recibo e, em caso de empresários, o contrato social e a última alteração contratual.

6. Tenha ciência do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) e IGP-M (Índice Geral de Preço-Mercado)

Depois de acertadas as parcelas que serão pagas durante a construção, tenha consciência de que todos os valores serão reajustados de acordo com o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), que é elaborado pela Fundação Getúlio Vargas e afere a evolução dos custos de construções habitacionais até a entrega das chaves, posterior a essa data a correção é feita através do IGP-M (Índice Geral de Preço-Mercado).

7. Conheça a convenção de condomínio

Fique informado sobre as reuniões de condomínio e compareça para poder participar de decisões que afetarão sua vida no futuro lar. Na primeira assembleia é definida a administradora responsável pelo condomínio, o que gera impacto no custo a na manutenção do local.

8. Se proteja em caso de atraso

No contrato que você vai assinar tem a data de entrega do imóvel, com uma margem de erro de 180 dias para mais ou para menos. O não cumprimento do prazo é o maior gerador de reclamações no Procon. Em 2011, foram registrados 4.357 atendimentos sobre habitação, aumento de 15% em relação a 2010, quando foram registradas 3.785 queixas sobre o tema. 

Nesse caso, você pode exigir o cumprimento forçado da obrigação da construtora, aceitar um produto ou serviço equivalente ou rescindir o contrato com direito a restituição do valor pago, perdas e danos corrigidos monetariamente. Segundo Resende, da MRV, 5% das obras da construtora estão com algum tipo de atraso.

9. Fique de olho no memorial descritivo

“O acabamento do imóvel é detalhado no memorial descritivo e o cliente deve ler com cuidado este documento antes de realizar a compra para não ter surpresas depois”. É nesse documento que você checa o que vem e o que não vem instalado no imóvel, como as áreas que terão piso colocado, a marca das louças e metais e outros detalhes.

10. Se prepare para a reforma

Com o apartamento pronto e as chaves nas mãos, você vai encontrar um imóvel sem armários embutidos, sem piso na sala e nos quartos, além de muitas outras coisas que você vai querer ter em sua casa. Então esse é o momento de começar com as reformas, que exigirá tempo e mais dinheiro.


Fonte: Webcasas
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates