Alguns Nuances do Mercado Imobiliário

Por Reinaldo Pereira

Kaizen é uma expressão japonesa resultante da união de palavras KAI (mudança) e ZEN (melhor), aprimoramento, ou seja, encoraja as pessoas ao hábito de buscar a excelência, ser melhor, se qualificar. Claro que através disso evitar as frustrações e decepções do cotidiano. 

Podemos buscar o progresso contínuo para sermos melhores pessoas, pais, filhos, maridos, para sermos melhores negociadores, melhores instrutores, para termos ciência de assuntos diversos ou específicos. Neste caso, convido-os a buscar melhor compreensão dos processos da área imobiliária, para não falarem que foram enganados, lesados ou não fizeram um bom negócio. Podem até não fazer um bom negócio, mas cientes do que estão fazendo.

Mesmo para quem não trabalha nesta área de alguma forma já se viu envolvido numa compra, venda ou até mesmo na locação de um imóvel, se não se envolveu ainda se envolverá, então já que em dado momento de nossa vida estaremos envolvidos com estas situações, a melhor coisa a fazer é procurar estar preparado e informado para tirar proveito da situação quando ela surgir. Trabalhando no Mercado Imobiliário, ouvi várias reclamações de amigos, clientes e pessoas que relatavam terem sido enganadas por terceiros na aquisição ou venda de um imóvel, por supostos “corretores de imóveis”, muitas histórias mirabolantes, das quais me levaram uma séria reflexão para escrever sobre o assunto em voga, objetivando auxiliar de alguma forma, visando minimizar os equívocos cometidos na venda, compra ou permuta de um imóvel, também para quem possui um imóvel e pretende alugar, assim como, quem já aluga por conta própria.

Na área de locação conheci pessoas que pularam etapas no processo de locação, talvez por que desconheciam e se deram muito mal, um dos casos, o locatário abandonou o imóvel em condições extremamente degradado, os proprietários sofreram um cansaço com o departamento jurídico e não haviam documentado de forma necessária para solicitar tal apoio, o inquilino deixou uma despesa no valor aproximado à R$ 17.500,00, arrancou portas e janelas, criou aberturas nas paredes, deixou contas de energia, água, gás e taxas, que foram de grande prejuízo, o detalhe é que o locatário pagava R$ 1.500,00 de aluguel e a caução não foi suficiente para custear as despesas, certamente esta foi uma experiência muito desagradável, como a conta à ser paga e poderia com algumas precauções ter sido evitada.

O objetivo destas linhas é apenas chamar a sua atenção para os artigos que se seguem, pois abordarei com propriedade algumas dicas, alertas, orientações, darei uns “macetinhos” para você não cair em armadilhas, não ser enganado, evitar equívocos e tão importante não desperdiçar seu rico dinheiro. Lembre-se do Kaizen, busque estar inteirado para melhor se sobressair e estar preparado para as experiências por vir.  Não perca o próximo artigo...

“Uma vida não questionada não merece ser vivida”. Platão
 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates