Lançamento de imóveis cresce 94% em Fortaleza

O número de unidades habitacionais vendidas chegou à marca de 1.617 em toda a Região Metropolitana

O mercado imobiliário está apostando em um futuro promissor segundo sinalizam os indicadores apurados pelo Sindicato da Habitação do Estado, o Secovi-CE, nos primeiros três meses deste ano. Isso porque, enquanto as vendas na Região Metropolitana de Fortaleza cresceram apenas 7,4% neste período, o número de lançamentos já saltou 94% no comparativo entre o primeiro trimestre de 2014 e igual período do ano passado.

Em valores absolutos, no entanto, os números são semelhantes. As unidades habitacionais vendidas chegaram à marca de 1.617 em toda a RMF. Já o número de moradias lançadas chegou a 1.769. Outro fator de destaque no apurado pelo sindicato junto a construtoras e incorporadoras é que, mesmo sem atingir sequer dois dígitos de crescimento nas vendas, o incremento no valor comercializado foi de 31,8% entre janeiro e março, quando o setor chegou a contabilizar R$ 768,58 milhões.

Enquanto o Meireles apresentou o maior volume de faturamento nas vendas, com R$ 192,6 milhões, o Cambeba comercializou mais unidades, 171 no primeiro trimestre

A movimentação, de acordo com o levantamento, impactou principalmente oito bairros da Capital, os quais se revezam entre os cinco de destaque nos rankings de cada indicador apurado pelo Secovi-CE.

Localização

Os principais bairros da cidade que ajudaram no salto de R$ 583,21 milhões (2013) para os R$ 768,58 milhões deste ano foram os que reconhecidamente são mais nobres e, por isso, apresentam o metro quadrado mais caro da Capital.

Longe da periferia e dos locais onde as faixas mais baixas do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), esteve em primeiro o Meireles (R$ 192,6 milhões do total), seguido do Guararapes (R$ 88,40 milhões) e do Cambeba (R$ 41,7 milhões). O Secovi-CE ainda dá destaque ao Cocó (R$ 33,80 milhões) e à Aldeota (R$ 33,20 milhões).

Ranking

O levantamento do Sindicato da Habitação do Ceará ainda fez o ranking dos locais mais visados pelas empresas para lançar novas unidades habitacionais entre janeiro e março deste ano. No topo da preferência de construtoras esteve o Demócrito Rocha, com 342 moradias.

Em seguida, o Jóquei Clube foi responsável pela segunda maior quantidade de novos apartamentos e/ou novas casas (282 ao todo), com o Cambeba (266) bem atrás. Por fim, no ranking de cinco posições do Secovi-CE ainda figurou Meireles (249) e Guararapes (187).

Onde mais se vendeu

Já a lista dos bairros de Fortaleza responsáveis pela maior quantidade de unidades vendidas no primeiro trimestre do ano não difere muito das outras duas elaboradas no período para os demais indicadores.

O local onde mais se vendeu moradias na cidade foi o Cambeba (171), seguido do Meireles (167) e do Demócrito Rocha (127). No ranking ainda estão Passaré (115) e Messejana (83).

Armando de Oliveira Lima
Repórter

Fonte: Diário do Nordeste

 

O Pregador Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates